banner

Seguidores

domingo, 24 de março de 2013

Meu barquinho de papel


Para brincar com a chuva
Fiz um barquinho de papel
Bem forte eu fiz o lastro
Para poder colar o mastro

Meu barquinho de papel
De um lado é bombordo,
Mas para ser verdadeiro
Do outro tem estibordo

Desce solto a ladeira da rua
Todo mundo correndo atrás
Cada um tem seu barquinho
Brincar assim é bom demais

Quem sabe o que é mastro,
Estibordo, bombordo e lastro?
Para um barquinho poder fazer
Tudo isso tem que se saber.


Tio Renato
24/03/2.013




3 comentários:

  1. Renato querido estava com saudade de suas lindas e educativas poesias, até eu que sou adulto gosto imagine quem é mais jovem? Você me fez reportar aos meus dias de criança, quando morava no interior e eu e meus irmãos bricávamos na chuva, cada um com seu barquinho, mamãe deixava e olha, a gente nem gripava e era só alegria. Amei!!! Bjus querido.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  2. Renato, quando acaba a chuva na enxurrada já brinquei demais quando criança. Agora filhos aprenderam com meu irmão a fazer tal arte. rsrsrs.
    Amei seu poema.
    Lindo!!!
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Renato,

    Então é professor infantil? Mas tem uma criticidade que eu adorei, poderia ficar no meu blog escrevendo muito mais, pois adorei o seu comentário.
    Estou aposentada como professora há dois anos, mas tenho um blog infantil, está meio desatualizado, pois me firmo mais no de adultos e muitas coisas novas vão aparecer na escola e eu vou ficar retrógrada. Então é bem simples. Se um dia quiser fazer uma visita; Mundo dos Inocentes.
    Obrigada pelo seu comentário que abrilhantou o meu blog.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...